Arquivo da tag: presentes nupciais

Sexta Selvagem: Grilo-da-mata

por Piter Kehoma Boll

Sempre é legal olhar para as espécies extravagantes, incomuns e extremas do nosso mundo, mas também é bom conhecer sobre as criaturinhas mais comuns que vivem em torno de nós. Assim, hoje vamos falar sobre um inseto encontrado na Europa Ocidental, Central e Meridional, bem como no Norte da África, o grilo-da-mata, Nemobius sylvestris.

800px-nemobius_sylvestris_lateral

Um grilo-da-mata macho. Foto de Piet Spaans.*

O grilo-da-mata é um grilo pequeno, atingindo cerca de 1 cm de comprimento. Ele não voa e os machos possuem apenas um par de asas anteriores que atingem metade do abdome, enquanto as fêmeas não possuem asa nenhuma. Vivendo na serapilheira, especialmente próximo à borda da floresta, o grilo-da-mata se alimenta de matéria vegetal em decomposição e fungos crescendo nela.

800px-nemobius_sylvestris_28238898632029

Uma fêmea sem asas. Foto de Gilles San Martin.**

Durante a estação de acasalamento, os machos atraem as fêmeas por estridulação (“cantando”) e então as presenteiam com um espermatóforo, isto é, um saco cheio de esperma, o qual prendem à abertura genital da fêmea. Às vezes, antes de transferir o espermatóforo grande (chamado macroespermatóforo) para a fêmea, o macho transfere um espermatóforo menor (chamado microespermatóforo) que não contém esperma. A fêmea come o microespermatóoforo e então aceita o macroespermatóforo, comendo-o também alguns minutos depois de ele estar conectado a ela. O macho geralmente persegue a fêmea, às vezes empurrando-a com a cabeça, aparentemente para prevenir que ela coma o espermatóforo cedo demais, já que isso reduziria as chances de fertilização.

As fêmeas parecem realmente gostar de comer espermatóforos. Às vezes elas também “lambem” as asas do macho enquanto eles acasalam, como se pensasse “isso parece delicioso”. Meio bizonho, não é?

Apesar de ser uma espécie comum na Europa, o grilo-da-mata é raro no Reino Unido, tendo apenas poucas populações isoladas conhecidas. Como resultado, ele é considerado uma espécie preocupante para a conservação nesse país, um status que invertebrados raramente adquirem no mundo, infelizmente.

– – –

Curta nossa página no Facebook!

– – –

Referências:

Brouwers, N. C.; Newton, A. C. (2009) Habitat requirements for the conservation of wood cricket (Nemobius sylvestris) (Orthoptera: Gryllidae) on the Isle of Wight, UKJournal of Insect Conservation13(5): 529–541.

Brouwers, N. C.; Newton, A. C. (2010) Movement analyses of wood cricket (Nemobius sylvestris) (Orthoptera: Gryllidae)Bulletin of Entomological Research (2010) 100, 623–634.

Prokop, P.; Maxwell, M. R. (2008) Interactions Between Multiple Forms of Nuptial Feeding in the Wood Cricket Nemobius sylvestris (Bosc): Dual Spermatophores and Male ForewingsEthology 114: 1173–1182.

– – –

*Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição e Compartilhamento Igual 2.5 Genérica.

**Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição e Compartilhamento Igual 2.0 Genérica.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Entomologia, Sexta Selvagem