Arquivo da tag: exploradores alemães

Quarta de Quem: Adolf Schlagintweit

por Piter Kehoma Boll

Read it in English

Hoje vou apresentar a vocês um explorador alemão que teve uma morte trágica e precoce.

Adolf von Schlagintweit nasceu em 9 de janeiro de 1829 em Munique, o segundo filho de Rosalie Seidl e Joseph Schlagintweit, um oftalmologista. Ele tinha quatro irmãos, Hermann, Eduard, Robert e Emil. Joseph ensinou ciência a seus filhos em casa e despertou neles o desejo de se tornarem exploradores, o que todos os cinco fizeram, ficando conhecidos como Os Irmãos Schlagintweit.

Retrato de Adolf von Schlagintweit por Julius Schlegel.

Com seu irmão mais velho, Hermann, Adolf estudou a geografia dos Alpes de 1846 a 1848, publicando um estudo sobre isso em 1850 intitulado
Untersuchungen über die physikalische Geographie der Alpen. Mais tarde, os dois irmãos receberam a companhia de seu irmão mais novo Robert e juntos os três publicaram novos estudos sobre os Alpes em 1854 em um trabalho chamado Neuer Untersuchungen über die physikalische Geographie und Geologie der Alpen. Neste tempo, o famoso botânico e explorador Alexander von Humboldt estava interessado em estudar a geologia do subcontinente Indiano, mas estava velho demais para fazê-lo ele mesmo, então convenceu a East Indian Company a contratar os três irmãos Schlagintweit para fazê-lo.

Viajando até a Índia, os três irmãos começaram explorando o planalto do Decão na Índia central e de lá se moveram para o norte em direção aos Himalaias. Eles não viajaram juntos e só se reuniam ocasionalmente. A última reunião dos três aconteceu no outono de 1856 e, no começo de 1857, Hermann e Robert retornaram à Europa, mas Adolf decidiu ficar e continuar explorando.

Depois de cruzar as montanhas do Tibet, Adolf acabou perto de Kashgar, uma região que atualmente é parte da China, perto das fronteiras com o Quirguistão e o Paquistão. A região estava nessa época em conflito, com os Khojas do Turquestão Oriental reivindicando o território e o invadindo constantemente. O líder dos Khojas neste período era Wali Khan, que era notório por sua brutalidade e tirania.

Apesar de todos os alertas de membros de seu group, que começaram a desertar, e de pessoas fugindo da região, Adolf estava decidido a chegar a Kashgar, e assim o fez. Nos limites da cidade, ele foi encontrado pelos Khojas e levado diante do Khan. Sem ver serventia para exploradores europeus vagando por seu território, Wali Khan acusou Adolf de ser um espião trabalhando para os chineses e o fez ser decapitado em 26 de agosto de 1857, na tenra idade de 28 anos.

Em 1859, o etnógrafo cazaque Shoqan Walikhanov, disfarçado de mercador, visitou Kashgar e encontrou o caderno de Adolf em uma venda de tabaco, onde estava sendo usado para enrolar folhas de tabaco. Ele comprou o caderno e conseguiu rastrear um crânio que muito provavelmente era o de Adolf. Ele levou o caderno e o crânio consigo para o Império Russo, o que permitiu que as circunstâncias sobre a morte de Adolf finalmente chegassem à Europa e a sua família.

– – –

Curta nossa página no Facebook!

Siga-me (@piterkeo) no Twitter!

– – –

Referências:

ExecutedToday.com. 1857: Adolf Schlagintweit, intrepid explorer. Available at < http://www.executedtoday.com/2009/08/26/1857-adolf-schlagintweit-wali-khan-kashgar/ >. Access on January 8, 2019.

Wikipedia. Adolf Schlagintweit. Available at < https://en.wikipedia.org/wiki/Adolf_Schlagintweit >. Access on January 8, 2019.

Wikipedia (in German). 
Adolf Schlagintweit. Available at <https://de.wikipedia.org/wiki/Adolf_Schlagintweit >. Access on January 8, 2019.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias, Uncategorized