Sexta Selvagem: Pseudoescorpião-Doméstico

por Piter Kehoma Boll

Aranhas, ácaros, opiliões e escorpiões são os aracnídeos mais bem conhecidos pelo público. No entanto outro grupo que possui muitas espécies, até mais que o dos escorpiões, é o dos pseudoescorpiões. Há uma boa chance de que alguns deles vivam bem próximos a você, especialmente se você pensar no Chelifer cancroides, o pseudoescorpião-doméstico.

Um pseudoescorpião-doméstico fotografado perto de Toronto, Canada. Foto de Ryan Hodnett.*

O nome pseudoescorpião vem do fato de estes aracnídeos se assemelharem a escorpiões, exceto pela ausência da cauda. Eles também são muito menores. O pseudoescorpião-doméstico é marrom e mede apenas cerca de 0,5 cm de comprimento e, como seu nome sugere, vive em residências humanas.

Pseudoscorpiões-domésticos machos defendem um pequeno território com um raio de apenas alguns centímetros. Eles permitem que fêmeas entrem no território e, durante o período de acasalamento, começam o comportamento de corte pelo qual iniciam uma dança que conduz a fêmea ao saco de esperma (espermatóforo) depositado no substrato. As fêmeas pegam o espermatóforo com seu orifício genital e usam o esperma para fertilizarem seus ovos.

Um gordão, provavelmente uma fêmea grávida, em Leibniz, Áustria. Foto de Gernot Kunz.**

Quando os ovos são postos, eles permanecem presos ao poro genital da fêmea e são cobertos coletivamente por uma membrana. Quando os filhotes eclodem dos ovos, eles ainda são larvas e permanecem dentro do saco formado pela membrana cobrindo os ovos. A fêmea então secreta uma substância parecida com leite de seu útero e as larvas se alimentam dela. Após sofrerem a primeira muda, as larvas, agora ninfas de primeiro ínstar, deixam a mãe e, após mais três mudas, atingem o estágio adulto.

Fêmea se alimentando de um ácaro. Foto de Roland Sachs.*

Apesar de poder passar despercebido na maioria das vezes, o pseudoescorpião-doméstico é uma espécie cosmopolita e comum, vivendo perto e dentro de casas. Seus pedipalpos, que se assemelham àqueles dos escorpiões, são muito longos e atingem quase 1 cm de comprimento quando estendidos. Como a maioria dos aracnídeos, eles são predadores e sua presença em habitações humanas pode ser bem útil pois eles se alimentam de criaturas menores e incômodas, como ácaros, percevejos e piolhos-dos-livros.

Se você encontrar um em sua casa, seja gentil e o agradeça pelo seu serviço.

– – –

Curta nossa página no Facebook!

Siga-me (@piterkeo) no Twitter!

– – –

Referências:

Harvey MS (2014) A review and redescription of the cosmopolitan pseudoscorpion Chelifer cancroides (Pseudoscorpiones: Cheliferidae). Journal of Arachnology 42: 86–104.

Levi HW (1948) Notes on the life history of the pseudoscorpion Chelifer cancroides (Linn.) (Chelonethida). Transactions of the American Microscopical Society 67(3): 290–298. doi: 10.2307/3223197

– – –

*Creative Commons License Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição e Compartilhamento Igual 4.0 Internacional.

**Creative Commons License Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição Não Comercial 4.0 Internacional

Deixe um comentário

Arquivado em Aracnídeos, Sexta Selvagem, Zoologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s