Quarta de Quem: André Michel Lwoff

por Piter Kehoma Boll

Hoje, novamente, como na semana passada, o cientista que trazemos é um ganhador do Nobel.

André Michel Lwoff nasceu em 8 de maio de 1902 em Ainay-le-Château, França. Sua mãe, Marie Siminovitch, era uma pintora e escultora, e seu pai, Solomon Lwoff, era psiquiatra. De origem russa, seus pais vieram à França para escapar da opressão do regime tsarista.

Desde tenra idade, Lwoff mostrava grande interesse em ciências experimentais, mas seu pai o pressionou para se tornar um médico. Após terminar a escola secundária em Lycée Voltaire, em Paris, Lwoff começou a estudar medicina na Faculdade de Medicina de Paris.

Como Lwoff estava nas imediações do Muséum National d’Histoire Naturelle durante este tempo, ele tomou a oportunidade para fazer um curso técnico de histologia no laboratório de Edmond Perrier. Seu interesse por ciências naturais logo chamou a atenção do biólogo Édouard Chatton, que estava apenas começando seus estudos com protistas. Aos 19 anos, Lwoff se tornou assistente de Chatton e eles trabalharam juntos por muitos anos, levando à descoberta de todo um grupo novo de protistas ciliados que chamaram de Apostomatida. Devido à influência de Chatton, Lwoff também passou a trabalhar no Instituto Pasteur com o biólogo Félix Mesnil.

No laboratório de Mesnil, Lwoff estudou diferentes grupos de protistas e tentou estabelecer uma cultura de ciliados, eventualmente sendo bem-sucedido com a espécie Tetrahymena pyriformis. Através de seus estudos, ele descobriu os requerimentos nutricionais de muitos protistas e foi capaz de arranjá-los numa ordem que expressava uma perda progressiva de funções biossintéticas. Esta ideia, de que a evolução poderia levar à perda de funções, foi a principal conclusão da tese de doutorado de Lwoff. Ele defendeu essa visão com paixão, mas isto não foi visto com bons olhos por muitos pesquisadores, que viam a evolução como um caminho contínuo em direção à complexidade.

André Lwoff por volta de 1965.

Durante os anos seguintes, Lwoff, junto com sua futura esposa Marguerite (com quem casou em 1952), trabalhou neste assunto e conseguiu provar que muitos microrganismos dependem de compostos que outros são capazes de sintetizar por conta própria, assim provando que a evolução pode de fato levar à perda de funções. Tais estudos mais tarde levaram ao desenvolvimento da genética bioquímica e da biologia molecular.

Em 1938, Lwoff se tornou chefe do Service de Physiologie Microbienne, que foi criado para ele no Instituto Pasteur. Em 1946, ele participou do Cold Spring Harbor Symposium e descobriu o trabalho com bacteriófagos, vírus que infectam bactérias, que estava sendo conduzido nos EUA por um grupo chefiado por Max Delbrück. Apesar de este grupo, chamado de phage group, ter feito descobertas importantes, Delbrück rejeitava qualquer teoria que fosse gerada por alguém de fora do grupo. Ele não aceitava a ideia de que uma bactéria pudesse liberar bacteriófagos sem ser previamente infectada por um vírus. Lwoff provou que ele estava errado e que uma única bactéria poderia eventualmente arrebentar em muitos fagos que atacariam outras bactérias. Logo ficou claro que isso acontecia porque o DNA do vírus é replicado com o DNA da bactéria durante a mitose. Lwoff chamou de “provirus” este genoma viral que é integrado ao genoma da bactéria e, em 1865, recebeu o Nobel em Medicina por esta descoberta.

Lwoff continuou a trabalhar com vírus a maior parte de sua vida, mais tarde mudando sua atenção para vírus de animais, e foi o primeiro a sugerir uma definição de vírus baseada em sua estrutura e não em seu tamanho. Ele cunhou várias novas palavras para descrever estruturas de vírus, tais como vírion, capsídeo e capsômero, e sugeriu a primeira classificação de vírus.

Ele faleceu em 30 de setembro de 1994 em Paris aos 92 anos.

– – –

Curta nossa página no Facebook!

Siga-me (@piterkeo) no Twitter!

– – –

Referências:

Jacob F, Girard M (1998) André Michel Lwoff. 8 May 1902–30 September 1994. Biographical Memoirs of Fellows of the Royal Society 44: 255–263. doi: 
10.1098/rsbm.1998.0017

Wikipedia. André Michel Lwoff. Disponível em < https://en.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Michel_Lwoff >. Acesso em 7 de maio de 2019.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s