Quarta de Quem: Otto Steinböck

por Piter Kehoma Boll

O cientista cujo aniversário hoje comemoramos possui um lugar especial na minha vida porque está de certa forma conectado ao grupo de pesquisa com que desenvolvo meus estudos.

Otto Steinböck nasceu em 10 de abril de 1893 en Graz, Áustria, na época parte do Império Austro-Húngaro numa família de 11 irmãos, sendo oito mais velhos e dois mais novos. Ele terminou os estudos básicos em 1911 e se graduou com distinção. A pedido de seu pai, passou a estudar direito, apesar de sua paixão ser zoologia.

Ele passou seu primeiro exame de estado em 1913 e se mudou para Nevensinje, Herzegovina, onde serviu num voluntariado de um ano na artilharia de montanha austro-húngara. Isso provavelmente foi o resultado de sua paixão por montanhismo. Ele estava lá quando a Primeira Guerra começou em 28 de julho de 1914 e foi ao fronte da Sérvia para lutar. No mesmo ano, ele foi ferido em batalha e mais tarde se tornou prisioneiro de guerra na Itália, sendo libertado em 1919 após a guerra terminar.

De volta para casa, ele terminou seus estudos de direito e começou a estudar história natural em 1920 com ênfase em biologia. Ele recebeu seu doutorado em 1923 com uma tese intitulada “Monographie der Prorhynchidae (Turbellaria Alloeocoela)”. Após finalizar seu doutorado, ele ficou desempregado por quatro anos, até 1927. Durante este tempo, ele se manteve ocupado com trabalhos científicos no Instituto Zoológico em Graz, com foco em turbelários.

Em 1925, Steinböck se casou com Gisela von Chiapo, uma professora de idiomas e sobrinha-neta do botânico austríaco Friedrich Welwitsch. Ela foi responsável por sustentar o casal durante os anos seguintes.

Otto Steinböck na Groenlândia em 1926. Extraido de Janetschek (1970).

Em 1926, Steinböck foi à Groenlândia com o zoólogo Erich Reisinger e estudou a fauna de turbelários da ilha. Em julho de 1927, ele se tornou qualificado em zoologia por seus trabalhos e em outubro, finalmente, conseguiu um emprego como assistente do biólogo Adolf Steuer no Instituto Zoológico da Universidade de Innsbruck. Ele foi promovido a professor associado em 1 de janeiro de 1930 e, em 1931, depois de Steuer deixar o Instituto, Steinböck se tornou professor de zoologia e diretor do instituto.

Muito do trabalho de Steinböck foi conduzido nos Alpes e ele expandiu sua área de estudo para incluir não apenas turbelários, mas ecossistemas de montanha como um todo, especialmente ambientes de água doce de montanha.

Otto Steinböck por volta de 1960.

Quando a Segunda Guerra começou, ele foi forçado a voltar às forças armadas e se tornou capitão de uma artilharia de montanha do fronte ocidental. Ele voltou ao Instituto em 1940 após receber duas condecorações. De 1941 até o fim da guerra em 1945, ele foi associado à Faculdade de Ciências Naturais, mas acabou demitido por razões políticas. Dois anos depois, em 1947, sua demissão foi convertida em aposentadoria e sua vida como cientista parecida ter terminado para sempre. Não obstante, a faculdade instistiu em sua recontratação e ele foi reabilitado em novembro de 1950 e se tornou novamente professor em fevereiro de 1951. Nesta época, ele se tornou orientador de Josef Hauser, que mais tarde se mudaria para o Brasil e fundaria o Instituto de Pesquisas de Planárias na Unisinos, onde eu conduzi minhas pesquisas de mestrado e doutorado.

Steinböck se aposentou em 1963 e faleceu em 6 de outubro de 1969 em Innsbruck aos 76 anos.

– – –

Curta nossa página no Facebook!

Siga-me (@piterkeo) no Twitter!

– – –

Referências:

Janetschek H (1970) Otto Steinböck † (1893-1969). Berichte des naturwissenschaftlich-medizinischen Vereins in Innsbruck 58: 511–515.

Pechlaner R (1971) Otto Steinböck. 10. April 1893–6. Oktober 1969. Internationale Revue der gesamten Hydrobiologie und Hydrographie 56(4): 667–668.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Biografias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s