Sexta Selvagem: Jarro-titã

por Piter Kehoma Boll

A espécie de hoje é outra estrela do reino das plantas e você provavelmente já ouviu falar dela antes. Crescendo nas florestas chuvosas de Sumatra e Java, esta espécie possui uma inflorescência gigante e emite um aroma de carne podre, algumas vezes sendo chamada de flor-cadáver, mas não a confunda com outra flor gigante com cheiro de carne podre que ocorre no mesmo lugar, a flor-cadáver Rafflesia arnoldi já apresentada aqui alguns anos atrás.

800px-corpse_flower_287119829a

A inflorescência gigante do jarro-titã. Foto do usuário Rhododendrites do Wikimedia.*

O nome da espécie de hoje é Amorphophallus titanum, que literalmente significa algo como “pênis sem forma gigante”. O nome pode não agradar muitas audiências, assim o naturalista e documentarista David Attenborough cunhou o nome popular “titan arum” em inglês, que costuma ser adaptado como “jarro-titã” em português.

O jarro-titã pertence à família Araceae, a mesma que inclui algumas plantas populares de jardim como o antúrio. É a planta com a maior inflorescência não ramificada do mundo. A estrutura gigante não é uma flor única, mas uma inflorescência gigante chamada espádice que contém muitas flores pequenas e é rodeada por uma única folha com jeitão de pétala chamada espata. Na maior parte das espécies de Araceae, o espádice inteiro contém flores, mas no jarro-titã elas estão presentes em dois anéis na base, um anel superior de flores masculinas e um inferior de flores femininas. A maior parte do espádice é somente um apêndice gigante e oco.

450px-amorphophallustitanum-280229-germany-citybonn-botgard

Flores masculinas (acima) e femininas (abaixo) vistas através de um corte da espata. Foto do usuário Rosetta do Wikimedia.**

A inflorescência do jarro-titã pode chegar a 3 metros de altura. Ela emite uma fragrância que lembra o cheiro de carne apodrecendo e atrai polinizadores, que incluem besouros e moscas que comem carniça. Na verdade o odor muda durante a abertura e maturação da inflorescência, mas sempre lembra algo em decomposição. Quando a espata está abrindo, o cheiro é mais parecido com o de frutas podres, algumas horas depois mudando para um cheiro de ovo podre e depois para um verdadeiro cheiro de carne podre. Durante esta última fase, a temperatura da inflorescência aumenta, chegando a 36°C, mais ou menos a mesma temperatura de um mamífero, e isso é considerado como uma provável característica adicional para simular a aparência de carne apodrecendo. Adicionalmente, a superfície interna da espata possui uma cor entre roxo e vermelho-escuro que também lembra carne apodrecendo.

450px-alismatales_-_amorphophallus_titanum_4

A folha gigante e única do jarro-titã. Foto de Emőke Dénes.*

Como muitas espécies de flores ou inflorescências gigantes, o jarro-tiã não é uma espécie muito folhosa. Enquanto a inflorescência está crescendo e abrindo, a planta não possui nenhuma folha. Depois que a inflorescência morre e os frutos são produzidos, uma única folha começa a crescer a partir do cormo subterrâneo (um caule que funciona como órgão de reserva) e chega ao tamanho de uma pequena árvore. O cormo, como tudo nessa espécie, também é gigante, sendo o maior cormo conhecido no mundo, geralmente atingindo cerca de 50 kg, mas alguns espécimes em jardins botânicos vão além de 100 kg depois de alguns anos.

800px-amorphophallus_corm_0136a

O cormo gigante do jarro-titã. Foto do usuário Georgialh do Wikimedia.*

O jarro-titã é realmente uma das espécies mais notáveis do nosso planeta, não concorda?

– – –

Curta nossa página no Facebook!

– – –

Referências:

Korotkova, N.; Barthlott, W. (2009) On the thermogenesis of the Titan arum (Amorphophallus titanum). Plant Signaling & Behavior, 4(11): 1096–1098.

Shirasu, M.; Fujioka, K.; Kakishima, S.; Nagai, S.; Tomizawa, Y.; Tsukaya, H.; Murata, J.; Manome, Y.; Touhara, K. (2010) Chemical identity of a rotting animal-like odor emitted from the inflorescence of the titan arum (Amorphophallus titanum). Bioscience, Biotechnology and Biochemistry 74(12): 2550–2554.

Wikipedia. Amorphophallus titanum. Disponível em < https://en.wikipedia.org/wiki/Amorphophallus_titanum >. Acesso em 14 de junho de 2018.

– – –

*Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição e Compartilhamento Igual 4.0 Internacional.

**Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição e Compartilhamento Igual 3.0 Não Adaptada.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Botânica, Sexta Selvagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s