Sexta Selvagem: Estrela-do-mar-real

por Piter Kehoma Boll

Para celebrar a 50ª Sexta Selvagem, que foi postada hoje, decidi trazer uma Sexta Selvagem extra! Afinal, há formas de vida interessantes o suficiente para serem mostradas.

Como nunca apresentei um equinodermo, pensei que seria interessante começar o segundo grupo de 50 Sextas Selvagens com um deles. Assim eu escolhi a estrela-do-mar-real (Astropecten articulatus).

Belas cores, não acha? Foto de Mark Walz.*

Belas cores, não acha? Foto de Mark Walz.*

Encontrada em águas de 0 a 200 m de profundidade na costa do Atlântico Ocidental de New Jersey até o Uruguay, a estrela-do-mar-real pode atingir cerca de 20 cm de diêmtro e é facilmente identificada por sua cor. Dorsalmente ela possui uma série de papilas granulosas azul-escuras a roxas e é delineada por placas marginais laranjas com espinhos brancos supermarginais que dão uma aparência de pente, de onde o nome “Astropecten“, significando “pente-estrela”.

Como a maioria das estrelas-do-mar, a estrela-do-mar-real é um predador. Ela se alimenta principalmente de mexilhões de pequeno a médio porte e ingere a presa intacta, digerindo-a dentro da boca. Como ela é incapaz de digerir extraoralmente (fora da boca), ela não pode se limentar de nada que não possa ser ingerindo inteiro.

A maior parte de sua atividade ocorre no amanhecer e no anoitecer, o que pode estar inversamente relacionado à atividade de peixes predatórios, já que esses costumam ser mais ativos durante o dia.

Sendo uma estrela-do-mar consideravelmente comum, você pode facilmente achá-la enquanto caminha na praia, contato que a praia seja no lugar certo.

– – –

Referências:

Beddingfield, S., & McClintock, J. (1993). Feeding behavior of the sea star Astropecten articulatus (Echinodermata: Asteroidea): an evaluation of energy-efficient foraging in a soft-bottom predator Marine Biology, 115 (4), 669-676 DOI: 10.1007/BF00349375

Wikipedia. Astropecten articulatus. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Astropecten_articulatus >. Aesso em 28 de julho de 2016.

– – –

*Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons de Atribuição 2.0 Genérica.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Conservação, Equinodermos, Sexta Selvagem, Zoologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s