Sexta Selvagem: Baleia-azul

por Piter Kehoma Boll

Já falamos do mais fofo e do mais pernudo, então agora é hora de apresentar o maior, de uma vez.

Acho que a maioria de nós já sabe que o maior animal de todos os tempos é nossa querida baleia-azul, Balaenoptera musculus. Ela pode chegar a 30 m de comprimento e pesar mais de 180 toneladas. É realmente grande, mas provavelmente não tão grande quanto muitas pessoas pensam. Há algumas lendas populares, como a de que o coração de uma baleia-azul é do tamanho de um carro e que um humano poderia nadar em sua aorta, que não são realmente verdade.

É quase impossível achar uma foto de corpo inteiro de uma baleia azul. Afinal, ela é enorme e vive embaixo d'água!

É quase impossível achar uma foto de corpo inteiro de uma baleia azul. Afinal, ela é enorme e vive embaixo d’água!

Mas o que mais podemos dizer sobre a baleia-azul? Ela é um rorqual, um nome usado para designar baleias da família Balaenopteridae e, como todas elas, se alimenta quase exclusivamente de krill, um pequeno crustáceo muito abundante nos oceanos. E o krill precisa ser abundante de maneira a fornecer as milhares de toneladas que todas as baleias nos oceanos precisam comer todos os dias. Uma única baleia-azul come até 40 milhões de krills em um dia, o que equivale a cerca de 3,5 toneladas. Um filhote de baleia-azul nasce medindo cerca de 7 m de comprimento e bebe cerca de 500 litros de leite por dia!

Baleias-azuis eram abundantes em quase todos os oceanos até o começo do século XX, quando começaram a ser caçadas e quase foram extintas. Hoje em dia, o tamanho real da população é difícil de estimar, mas pode compreender tão pouco quanto 5.000 espécimes, muito menos que as estimadas centenas de milhares no século XIX. Devido a umaa redução tão drástica na população, a baleia-azul é atualmente listada como “em perigo” na Lista Vermelha da IUCN.

Mas vamos ver uma baleia-azul em toda a sua azulância.

Mas vamos ver uma baleia-azul em toda a sua azulância.

Ocasionalmente, as baleias-azuis podem hibridizar com baleias-comuns (Balaenoptera physalus) e talvez até com baleias-jubartes (Megaptera novaeanglie), uma espécie classificada num gênero diferente! Algumas análises genéticas recentes, contudo, indicam que o gênero Balaenoptera é polifilético e a baleia-azul pode passar a ser conhecida como Rorqualus musculus.

Diferente de outras baleias, as baleias-azuis geralmente vivem sozinhas ou em pares, mas nunca formam grupos, mesmo que às vezes se juntem em lugares com grandes concentrações de alimento.

Como outros cetáceos, especialmente outras baleias, a baleia-azul canta. O canto, no entanto, não é tão complexo e dinâmico quanto o produzido pela aparentada baleia-jubarte. Um fato intrigante que foi descoberto recentemente é que a frequência do canto da baleia-azul está se tornando mais e mais baixa pelo menos desde os anos 1960. Não há uma boa hipótese para explicar este fenômeno ainda, mas várias já foram propostas, incluindo o aumento do barulho de fundo devido a atividades humanas ou o aumento na densidade populacional devido à redução da caça.

– – –

Referências:

Hassanin, A.; Delsuc, F.; Ropiquet, A.; Hammer, C.; van Vuuren, B. J.; Matthee, C.; Ruiz-Garcia, M.; Catzeflis, F.; Areskoug, V.; Nguyen, T. T.; Couloux, A. 2012. Patter and timing of diversification of Cetartiodactyla (Mammalia, Laurasiatheria), as revealed by a comprehensive analysis of mitochondrial genomes.  Comptes Rendus Biologies, 335: 32-50.

Mellinger, D. K.; Clark, C. W. 2003. Blue whale (Balaenoptera musculus) sounds from the North Atlantic. Journal of the Acoustical Society of America, 114(2): 1108-1119.

Wikipedia. Blue whale. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Blue_whale&gt;. Acessso em 27 de janeiro de 2016.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Conservação, Curiosidades, Extinção, Sexta Selvagem

Uma resposta para “Sexta Selvagem: Baleia-azul

  1. Pingback: Sexta Selvagem: Verme-Cordão-de-Bota | Natureza Terráquea

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s